Cancro Oral| Tudo o que precisa de saber sobre cancro oral

Sabia que o cancro oral é o sexto cancro mais comum do mundo? Este tipo de cancro tem uma grande taxa de incidência em Portugal, mas as boas notícias são que quando é detectado numa fase inicial, o tratamento pode ter uma taxa de sucesso de 80 a 90%.

Mas quais são os factores de risco e sintomas a que deve prestar atenção? E como podemos prevenir o aparecimento do cancro oral? Continue a ler e descubra tudo o que precisa de saber sobre o cancro oral.

O que é o cancro oral?


O cancro oral consiste num conjunto de tumores malignos que podem ser encontrados em qualquer parte da cavidade oral: lábios, bochechas, glândulas salivares, língua, entre outras. Os casos mais graves e mais comuns encontram-se no pavimento da boca (debaixo da língua), bordo lateral da língua e palato mole. O cancro na língua, e o cancro na gengiva são dois dos tipos de cancro oral mais conhecidos.

Quais são os sintomas do cancro oral?


Os sintomas do cancro oral mais comuns são o aparecimento de manchas - normalmente de cor avermelhada ou branca, feridas que não cicatrizam, uma massa mais ou menos endurecida, e nódulos ou inchaços

Outros sintomas incluem dificuldade a engolir, mastigar ou até falar, e ter uma sensação de dormência persistente ou hemorragias sem motivo.

O cancro oral é mais comum nos homens a partir dos 45 anos, e a taxa de incidência vai aumentando até aos 65 anos. Ainda assim, devido aos hábitos de consumo de tabaco e álcool o número de casos a afetar as mulheres têm vindo a aumentar.

Os fatores de risco mais graves são o consumo excessivo de álcool e tabaco. A prevenção começa também ao evitar o consumo destas substâncias, mas inclui também uma boa higiene oral e visitas frequentes ao dentista.

Qual é a melhor forma de prevenir este tipo de cancro?


Tudo o que precisa de saber sobre cancro oral


Ter uma boa higiene oral, aliada a um estilo de vida saudável, são duas das melhores formas de prevenir o aparecimento do cancro oral. Deve consumir alimentos saudáveis, evitar o consumo de tabaco e reduzir significativamente ou até parar o consumo de álcool.

Para além destes hábitos, é importante saber autoexaminar-se regularmente - isto é, saber observar os sinais de que algo pode estar errado, e consultar atempadamente o médico dentista.

O que acontece se encontrar uma lesão?


Quando se encontra uma lesão suspeita na boca ou uma lesão que não cicatriza há mais de quinze dias deverá fazer-se um primeiro despiste e eliminar causas prováveis, como um dente partido ou uma prótese mal ajustada. O passo seguinte poderá ser fazer uma biópsia, por forma a que seja possível confirmar o diagnóstico clínico, percebendo-se posteriormente o nível de malignidade do ponto de vista histológico.

Fazer visitas regulares ao dentista - pelo menos de 6 em 6 meses - é uma das melhores maneiras de se assegurar de que a sua boca está saudável e também de detectar este tipo de problemas antecipadamente.

Na MALO CLINIC, vai encontrar uma equipa qualificada e com experiência em situações de cancro na língua, cancro nas gengivas, e outros tipos de cancro oral, e pode contar connosco na prevenção, tratamento e aconselhamento em qualquer destas situações. Marque já a sua consulta aqui.